Chile, uma nação StartUp conectando a América Latina ao mundo

Medida Provisória nº 881/19 e a Sociedade Limitada de Único Sócio
21 de maio de 2019
Relativização da Impenhorabilidade dos Proventos ou Salário em Processo de Execução com Caráter Não Alimentar
11 de julho de 2019
 

Entre os dias 30 de maio e 3 de junho deste ano, o Sócio-Diretor da Nahas Advogados, Rodrigo Bruno Nahas, esteve em uma incursão no ecossistema do Chile, em reuniões na sua capital Santiago.

Na oportunidade visitou o nosso parceiro local, e principal aliado internacional da Nahas Advogados, Dr. Mattias Apparcel, Sócio-Diretor da Apparcel, Uriarte & Vassallo Abogados. No encontro foram discutidos temas econômicos, como o aproveitamento por parte do mercado chileno da relação fruto da Parceria Transpacífica com a China. Em inglês Trans-Pacific Partnership, ou TPP, é um acordo de livre-comércio estabelecido entre doze países banhados pelo Oceano Pacífico e relativo a uma variedade de questões de política e econômicas. O Chile, por ser considerado o pais mais propício da América Latina para investimentos, por possuir uma política aduaneira pro-negócios, estabilidade econômica, e uma segurança jurídica acima dos padrões regionais, vem se especializando em ser o canal de entrada na no continente para empresas Chinesas e Taiwanesas.

Ademais, foi possível notar, por meio do Dr. Apparcel, a existência de uma busca continuada de empresas portuguesas e espanholas por iniciarem suas operações no Chile quando se trata de Latam, por caracterizar um soft landing muito menos burocrático e mais previsível que o Brasil, ainda que represente uma economia infinitamente menor e com menos gargalos para se preencher com novas soluções do que a brasileira. A intenção destas iniciativas ibéricas é desbravar o mercado do sul-americano a partir de Santiago e outras cidades chilenas, alcançando outras economias emergentes como a colombiana e a peruana, e por fim os maiores player da região, a Argentina e principalmente a Brasil.

Neste sentido, para conhecer mais a fundo novas soluções que podem sair do Chile para outros âmbitos da América Latina, em especial o Brasil, o Dr. Nahas visitou a mais renomada aceleradora pública do hemisfério sul, o StartUp chile. Instituição ligada a órgãos de fomento do governo chileno, ela já acelerou StartUps de todo o globo, com uma politica non-equity, ou seja, sem pegar participação na empresa. A principal exigência operacional é a de que um dos founders se desloque ao Chile e ali ser aberto apenas uma filial. Desta forma, a aceleradora vem encontrando proponentes e candidatos de todo o planeta para entrar no seu plano anual de aceleração, o qual atualmente representa US$ 40 mil dólares pelos primeiros seis meses, mais US$ 40 mil pela segunda etapa, caso seja de interesse do programa.

Também se descobriu a existência de um ecossistema da inovação muito forte, com agencias de Marketing Digital como a Greenti apoiando StartUps locais e oferecendo serviços para StartUps growth stage já escaladas no mercado global com assessorias voltadas para o atendimento Latam. Na ponta do investimento, fundos de Venture Capital como o Magma Partners, renomado fundo para startups fintech que aporta em qualquer local da América Latina, tendo como diretriz startups validadas em fase de pré-aceleração com aportes que iniciam em US$ 75 mil oferecendo uma cultura smartmoney e de mentoria ativa, como poucos fundos fazem mundo afora.

Dr. Nahas entende que “O mercado Chileno, assim com fez o israelense e o estoniano, se voltou para o mundo e a interação global que as StartUps e empresas que estejam buscando novas fronteiras, oferecendo não apenas incentivos ao investimento estrangeiro, mas um terreno fértil para a inovação e a experimentação, o que colocou o país na rota do desenvolvimento.

No encontro o Dr. Nahas também se reuniu com representantes da Tong Ding Group, empresa liderada na América Latina pelo Sr. Jairo Escobar e que iniciou suas operações na América do Sul via Santiago do Chile, fruto das relações históricas entre a China e o Chile. A empresa deseja expandir suas operações para o Brasil no médio prazo. A Nahas Advogados já vem prestando assessoria para a TDG no sentido de fornecer a melhor segurança jurídica para o início das operações no Brasil. “O Chile souber se adaptar rapidamente as demandas globais, virando o principal hub da America Latina e superando nações teoricamente mais relevantes no cenário tecnológico, é um exemplo a ser seguido” nas palavras do Sócio-Diretor da Nahas Advogados.”

 

Os comentários estão encerrados.